expressoes-racistas-lingua-portuguesa

Expressões Racistas usadas na Língua Portuguesa

Neste post, vamos tratar de um assunto muito delicado. Trata-se de expressões que, para muitos, parecem inofensivas. No entanto, elas carregam consigo alto teor racista e preconceituoso. Muitas pessoas alegam que há um vitimismo social no Brasil. Mas não custa lembrar que há poucos séculos ainda existia escravidão em nosso país. Por isso, embora algumas…

como-ensinar-crianca-ler

Como ensinar uma criança a ler

Saber como ensinar uma criança a ler corretamente pode ser o diferencial para o desenvolvimento linguístico dela. Se você tem filhos pequenos em casa, então sabe o quanto é importante educá-los de maneira adequada. É uma responsabilidade enorme. No Brasil, menos de 10% da população detém domínio satisfatório da Língua Portuguesa. Esta lamentável estatística é…

termos-essenciais-oracao-sujeito-predicado

Termos essenciais da oração: sujeito e predicado

Os termos essenciais da oração são o sujeito e o predicado. Eles são chamados de essenciais porque compõem a estrutura mais básica da oração. Neste artigo, você vai aprender definição de sujeito e de predicado, bem como vai conferir quais são os tipos de sujeito e os tipos de predicado existentes na Língua Portuguesa. Mas não…

o-que-sao-verbos-abundantes

O que são verbos abundantes?

Talvez você já saiba inconscientemente o que são verbos abundantes. Eles são verbos que possuem particípios duplos. Em outras palavras, possuem grafias equivalentes no particípio, uma regular e uma irregular. Continue lendo para saber o que são verbos abundantes por meio de exemplos. Não deixe de aprender também: Ver ou Vê: qual a diferença? Está…

a-disposicao-tem-crase

A disposição tem crase?

Se você está em dúvida se a expressão a disposição tem crase, então saiba que a resposta é: depende! Como assim? É que, na língua portuguesa, podemos usar corretamente as expressões a disposição (sem crase) e à disposição (com crase). Tudo vai depender do contexto da frase. Continue lendo para entender melhor esse assunto. Aprenda…

figuras-de-linguagem-eufemismo

Figuras de linguagem → Eufemismo

Figuras de linguagem são recursos que tornam a comunicação humana mais dinâmica e interessante. Aqui no aprender português, além do eufemismo, vamos abordar cada uma dessas figuras de linguagem. Não perca nossos próximos posts. Em linhas gerais, eufemismo é um recurso usado para suavizar determinada mensagem, tornando-a menos grosseira ou desagradável. Um exemplo de eufemismo…

simplificando-acentuacao-grafica

Simplificando as regras de acentuação gráfica

Infelizmente, as regras de acentuação gráfica existentes na língua portuguesa podem nos confundir bastante. Aqui no Aprender Português, já abordamos as regras básicas de acentuação das palavras oxítonas, paroxítonas e proparoxítonas. Mas dessa vez você vai aprender a simplificar as citadas regras. Não deixe de ver também: Trás ou Traz: qual a diferença? Infringir ou Infligir:…

como-aprender-portugues

Como aprender português mais facilmente?

Se você acompanha assiduamente o Aprender Português, então já sabe que um dos nossos grandes objetivos é mostrar que é possível tornarmos a língua portuguesa mais amigável e interessante. Nesta oportunidade, você vai conferir algumas dicas simples que podem aumentar o seu domínio sobre o nosso idioma. Vale lembrar que este assunto não é exaustivo,…

oracao-sem-sujeito

Oração sem sujeito

Na língua portuguesa, o sujeito e o predicado são classificados como termos essenciais de uma oração. Mas, como toda regra tem exceção, no nosso querido idioma existe oração sem sujeito. Ficou intrigado com isso? Então continue lendo para saber como é simples! Aprenda também: Frase e oração: qual a diferença? Denovo ou De novo: qual…

navegar-e-preciso-viver-nao-e-preciso

Navegar é preciso, viver não é preciso?

Existem muitos mitos que rondam a frase navegar é preciso, viver não é preciso. Consequentemente, surgem muitos equívocos acerca da interpretação mais razoável dessa frase. Inicialmente, é importante mencionar que muitas pessoas atribuem a frase acima citada ao português Pero Vaz de Caminha. No entanto, a História aponta sua autoria ao poeta português Fernando Pessoa….